Um pouco sobre mim

Minha foto
Pedro Amorim
CIDADE OCIDENTAL, Goiás, Brazil
Sou um jovem que gosta de expor opinião sobre tudo que é possivel, tem um espaço muito aberto há debater e discutir sobre vários assuntos que são importantes para a sociedade.
Visualizar meu perfil completo

Diga não ao projeto Azeredo

Total de visualizações de página

Loading...

Vem comigo!!!

Ocorreu um erro neste gadget

Filie-se

UJS de Carterinha

Pedro Amorim. Tecnologia do Blogger.
quarta-feira, 4 de julho de 2012

A tempos sem nada atualizado neste blog

Em breve, este blog terá uma nova atualização. Com uma nova cara e, novos conteúdos diários.
segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Documentos: Oriente Médio e Indígenas

Já estão na página do Cablegate mais de quarenta telegramas enviados pela representação americana no Brasil.
Os documentos mostram que os EUA acompanham de perto  a política brasileira para o Oriente Médio e acham que o Brasil acaba atrapalhando por não entender bem o que se passa na região. Outros documentos mostram a preocupação americana com a  Cúpula América do Sul-Países Árabes e com as posturas em relação a Israel.
Outros documentos mostram a visão dos americanos sobre a política indigenista brasileira – que eles criticam pela via dos direitos humanos. Os EUA acompanharam a criação da reserva Raposa Serra do Sol de perto.
Clique aqui para ver os documentos.
Por: Natalia Viana
Postado por : Pedro Amorim
sábado, 5 de fevereiro de 2011

Um ótimo texto de Paulo Henrique Amorim sobre internet e celular



Trotsky, Lenine e Stalin não saíam do celular


Este ansioso blogueiro teve a infelicidade de assistir ao Bom (?) Dia Brasil, esta manhã.


(Não seria gentil desligar a tevê da cozinha …)


E viu, perplexo, a urubóloga Miriam Leitão exibir um gráfico sobre a venda de celulares no Egito.


Um espanto.


O Renato e a Renata pareciam diante de um milagre de Fátima !


A venda de celulares aumentou vertiginosamente – como em todos os cantos do mundo, inclusive no Brasil.


Logo, a revolução !


A revolução americana de 1776, a Francesa de 1789 e a Bolchevique de 1917 – algumas revoluções de razoável consequência – dispensaram a internet e o celular.


Não consta que Lenine ou George Washington mobilizassem forças e traçassem estratégias com a ajuda do twitter.


No Irã, onde se diz que houve uma profusão de torpedos, os torpedos deram n’água.


Não fizeram revolução nenhuma.


Quem estava lá, lá ficou.


Essa fetichização da tecnologia não passa de papo furado de conservador para desqualificar movimentos populares.


O Mubarak não vai cair por causa dos celulares da urubóloga.


Ele vai cair porque a galera foi para a rua.


E iria com ou sem os celulares de urubóloga.


Essa fetichização é um merchandising da Indústria da Telecomunicação.


A TIM e a Vivo deveriam patrocinar o Bom (?) Dia Brasil.


(Recomenda-se a Globo não aceitar o patrocínio da BrOi, porque lá na Bahia o pessoal tem uma certa implicância com a BrOi.)


Mark Zuckerberg, o quindim de Iaiá da TIME, que o escolheu o Homem do Ano, ficou muito feliz com a “revolução” da urubóloga.


Se ele é capaz de derrubar o ditador do Egito (não sem, antes, obter a aprovação do Departamento de Estado) o que mais ele poderá fazer ?


Ele poderá vender esse “poder” miraculoso a meia dúzia de anunciantes.


A capa da TIME revela que o Facebook hoje tem os maiores anunciantes convencionais dos Estados Unidos – da Proctor and Gamble, à Nike e ao Viagra.


Já imaginou ?


O Zuckerberg oferecer num mesmo pacote, com bonificação de volume,  “Viagra + derrubar o rei Abdullah da Arábia Saudita” ?


Quem sabe WPP, a maior agencia de publicidade do mundo, não compra isso ?


E repassa aos dois gênios do Google ?


Faz parte da pseudo ingenuidade do pensamento conservador imaginar que a “ciência é neutra”.


Que a tecnologia é neutra.


Os neoliberais, por exemplo, pregavam que o Banco Central é “neutro”.


É tudo a mesma “teologia”.


Agora, celular faz revolução.


Daqui a pouco o jornal do Murdoch para Ipad, The Daily, vai vender à Chevron um anúncio com a promessa de derrubar o Chávez.




Por: Paulo Henrique Amorim

Postado por: Pedro Amorim
quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

UJS-Cidade Ocidental pelo povo Carioca

Dia 12 de Fevereiro será um dia de muita expectativa para UJS-Cidade Ocidental, além de fazer um grande ato em favor do povo do Rio de Janeiro para arrecadar alimentos as vitimas da região serrana do estado carioca.realizaremos uma grande movimentação da UJS-Cidade Ocidental na praça da cidade onde levaremos diversão e solidariedade ao povo.
Há concentração será na praça da cidade dando inicio às atividades por cerca das 08:00 a.m há expectativa é que sejam filiados cerca de 300 jovens e arrecadados 10 toneladas de alimentos.


Por: Pedro Amorim.

Mais um escândalo no Senado Federal

Após a reeleição de José Sarney (PMDB-AP) para a presidência do Senado, foi escolhida nesta terça-feira a composição da Mesa Diretora da Casa. A senadora Marta Suplicy (PT-SP) foi eleita para a primeira-vice-presidência e a segunda vice ficou com Wilson Santiago (PMDB-PB). A primeira secretaria será comandada por Cícero Lucena (PSDB-PB), a segunda secretaria por João Ribeiro (PR-TO), o terceiro secretário será João Vicente Claudino (PTB-PI) e Ciro Nogueira (PP-PI) será o quarto secretário.



Os nomes foram aprovados por 71 votos a favor, quatro votos contrários e uma abstenção. Os suplentes serão decididos em reunião marcada para o início da tarde desta quarta-feira. 

Antes da votação, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) questionou a decisão do PT de fazer um rodízio entre seus senadores, tanto na primeira-vice-presidência da Casa como no comando da Comissão de Assuntos Econômicos. Desta forma, Marta Suplicy teria de renunciar após um ano no cargo a favor de José Pimentel (CE). O questionamento foi descartado pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE). Ele ponderou que não há como questionar um acontecimento previsto para o futuro.

Tucano investigado vai cuidar do dinheiro
Mas o lance mais questionável na distribuição de cargos ficou por conta da indicação do senador Cícero Lucena (PB) para o cargo de primeiro-secretário. Eleito em 2006, o senador tucano foi preso em julho de 2005, quando exercia a função de secretário de Planejamento da Paraíba, acusado de chefiar a quadrilha acusada de desviar verbas públicas e de fraudar licitações, desbaratada pela Operação Confraria, da Polícia Federal.

Como primeiro-secretário, ele será o responsável pela administração dos recursos da Casa, de cerca de R$ 3 bilhões, e pelos contratos milionários com fornecedores de mão de obra terceirizada e demais serviços e produtos. O líder Álvaro Dias (PSDB-PR) afirma que não existe condenação contra ele. "Ele está se saindo bem de todas as questões, não podíamos deixar de dar um voto de confiança a ele", afirma. O processo corre protegido pelo segredo de justiça, no Supremo Tribunal Federal (STF).

   Portal Vermelho.
quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Curso de Formação em Politica da UJS Atualizado